Por que você ainda vive?

Comentei aqui sobre a reformulação da minha empresa. A ComPH passou por grandes mudanças durante a pandemia, algumas alegres, outras doloridas, mas todas muito importantes para que eu fosse ao encontro do meu propósito de vida.

A nova ComPH tem o balão da comunicação voltado para dentro, pois depois de muita experiência e atualizações na minha formação, eu entendi que uma empresa, em 2020, não pode fazer o marketing da porta para fora antes de entender sua essência, da porta para dentro.

Descobrir o propósito de uma empresa é um processo demorado e difícil. Toda empresa quer lucro, isso não diferencia ela das demais. O que diferencia então? Quando você acorda para trabalhar, o que te motiva a sair da cama? Se sua empresa fechasse hoje, o que a sociedade lamentaria? Quando você descobrir isso e souber usar, tudo ficará mais fácil.

E na sua vida? Qual seu propósito? Por que você ainda está aqui? Por que sua missão não foi concluída, o que falta?

Você tem dons incríveis, tenho certeza, e como você utiliza na sua vida? Como você contribui com o mundo?

Como as empresas querem ter lucro, as pessoas desejam felicidade. Mas a felicidade não é um objeto que se compre e fique com ele o tempo que quiser. A felicidade é um objeto altamente tecnológico no qual estão sempre inventando uma nova versão que você precisará adquirir. É um processo.

Descubra o que te traz felicidade e encontre seu propósito. Quando você enxerga uma injustiça onde outros não veem, você tem que lutar por isso. Racismo? Homofobia? Violência? Descaso aos animais ou à natureza? Crianças que passam algum tipo de necessidade.... Conecte-se a marcas que pensam como você. Dê o seu suado dinheiro para empresas que façam diferença no mundo de acordo com as suas crenças.

Estou assistindo a série sobre o Bill Gates na Netflix. Indico. Este homem não se acomoda com sua fortuna, ele quer um mundo melhor. Bill Gates não aceita que pessoas tenham uma vida desumana, e por isso dedica o seu suor, o seu tempo e o seu dinheiro para mudar a realidade. Essa realização é a felicidade.

Descubra o seu propósito e caminhe em direção a ele, que a felicidade e o sucesso virão.


Dica de Neuromarketing para vendas.

 
Nosso cérebro é uma máquina tão incrível que é capaz de trabalhar sozinho em 95% das decisões que tomamos no dia. Como vender para estes 95% inconsciente então?
Confiram 6 estímulos cerebrais que te ajudarão a vender:
O cérebro sempre vai pensar em si. Trate seu cliente como único e exclusivo, coloque as necessidades dele sempre à frente.
Conquiste a atenção do seu cliente contrastando as ideias trazidas por ele com novos argumentos e opções. Dica: treine bem seu vendedor para conhecer tecnicamente bem o produto que vende.
O cérebro sempre vai buscar o que é familiar e amigável, portanto seja claro e objetivo, mostrando razões tangíveis para o cliente entender a necessidade da compra.
Tendemos a prestar mais atenção ao início e fim da conversa, esquecendo tudo que foi dito no meio. Dica: fale primeiro o que realmente importa.
Abuse das imagens na sua divulgação, é nela que o cliente vai focar.
Quanto maior a emoção provocada no cliente, mais fácil ele memorizará a mensagem.



Marketing eficiente em Taquari

Vocês já sabem da minha experiência de 15 anos no marketing, sabem da minha formação em comunicação social, habilitação em publicidade e propaganda, e até minha pós-graduação em neuromarketing.

Na minha percepção eu preciso utilizar este espaço no jornal para dividir meu conhecimento com vocês, que mesmo não tendo uma empresa, podem aprender e transmitir este conteúdo.

Quando ouvimos falar em marketing, logo vem à cabeça as redes sociais, que têm sido a mídia mais utilizada pelos comerciantes locais. Eu acho ótimo que você utilize a internet, principalmente nesse momento que estamos vivendo, a internet é uma grande aliada.

Porém, eu gostaria de lembrá-lo que você não pode abandonar as demais mídias com a utilização exclusiva da rede social, pois além de não ser sua (você tem apenas uma conta), você não sabe quanto tempo ela durará.

Meu conselho é que você tenha seu próprio site, que além de ser seu, te dar credibilidade e oportunizar vendas locais, ele te coloca no mundo e você pode vender para qualquer canto do planeta, se desejar.

Mas falando especificamente no nosso município (Taquari), mídias como o jornal, dão muito retorno. Já fizemos testes com a mesma divulgação em rede social e neste jornal, e o resultado maior foi o do jornal.

Falando em neuromarketing e percepções cerebrais, o rádio é uma ferramenta importantíssima, e temos inclusive uma nova opção em nossa cidade, que é a rádio online Voz Açoriana.

Eu sempre fico com receio de ser mal interpretada ao indicar mídias nas quais tenho espaço, mas queria deixar claro que busquei espaço nessas mídias justamente por serem as mais efetivas.

Resumindo por hoje: invista em mídias tradicionais além das digitais, e tenha uma estratégia de marketing completa e eficiente.


Inteligências múltiplas!

 
Se eu te pedisse agora, o nome de uma pessoa muito inteligente, que nome você responderia? E se eu te perguntasse quem é mais inteligente, Stephen Hawking ou Ronalidinho Gaúcho, o que você responderia? Hoje vim te explicar que cada um, na sua área, é muito inteligente.
Os mais recentes estudos de Howard Gardner e Daniel Goleman, ambos professores e pesquisadores de Harvard que tratam da teoria das inteligências múltiplas, garantem que os testes de QI estão viciados por privilegiar as inteligências lógico-matemática e linguística, em detrimento de outros tipos evidentes de manifestações de inteligência.
Então meu amigo, não se desespere caso seu filho não seja bom em matemática, ou tenha dificuldades com a fala, isso não afeta o futuro dele, basta você reconhecer a inteligência predominante nele e ajudá-lo a desenvolver.
A teoria propõe dez dimensões da inteligência, sendo elas: Linguística: encontrar palavras certas para uma boa comunicação; Lógico-Matemática: capacidade de resolver problemas quantificáveis e lógicos; Visual-Espacial: usar criatividade e ver o mundo em várias dimensões; Corporal-Cinestésica: alinhar o corpo com a mente; Interpessoal: entender sentimentos e motivação de outras pessoas; Intrapessoal: entender a si mesmo, o que sente e o que quer; Musical: diferenciar sons, ritmos e tons; Naturalista: entender a natureza e seus seres; Existencialista: se conectar com o que é puro, ético e conciliador; Pedagógica: capacidade de transmitir e construir conhecimento.
Tenho certeza que você não consegue ser bom em todas essas áreas, mas a novidade é que essa condição não te torna menos inteligente que outra pessoa. Entender esta teoria facilita nossa capacidade de encontrar nossas habilidades e valorizá-las.
Vivemos (claro que falo por mim, mas sei que é a realidade da maioria), em uma constante cobrança interna. Exigimo-nos alto desempenho em multitarefas quando na realidade não precisamos ser bons em tudo.
Eu sou péssima em esportes, em música e também não sou fã de matemática, mas está tudo bem, a minha escolha profissional já está adaptada àquilo que sou mais inteligente.
Quer saber onde você é mais inteligente? Coloquei o teste nas redes sociais da Agência ComPH, faz o teste e comenta lá!
Nome
Email
Telefone
Cidade
UF:
Assunto
Mensagem

Copyright © Agência ComPH 2015.
Todos os direitos reservados. Desenvolvido por EWORK Sistemas Web